21/09/2018

Pelo quarto ano seguido, Moka aparece entre os 100 melhores parlamentares do país

Moka no plenário do Senado, um colecionador de prêmios por sua atuação no Congresso Moka no plenário do Senado, um colecionador de prêmios por sua atuação no Congresso

Candidato à reeleição, o senador Waldemir Moka (MDB) aparece entre os 100 melhores parlamentares do país pelo quarto ano seguido, de acordo com estudo divulgado esta semana pelo Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar). A entidade acompanha o trabalho dos 81 senadores e 513 deputados há 25 anos.

Moka ficou novamente entre “Os Cabeças do Congresso” por sua capacidade de articulação, firmeza e diálogo. Essas qualidades, por exemplo, levaram o sul-mato-grossense a ser escolhido para ocupar um dos cargos mais importantes do país, o de relator-geral do Orçamento da União de 2019.

Nesta semana, a Organização Não Governamental Ranking dos Políticos colocou Moka como o melhor entre os 11 parlamentares de Mato Grosso do Sul. Em 2016, essa mesma ONG escolheu o sul-mato-grossense como o terceiro melhor parlamentar entre os 81 senadores e 513 deputados federais.

De acordo com o Diap, para fazer parte dos “Cabeças”, o parlamentar precisa se diferenciar dos demais pelo exercício de todas ou algumas das qualidades e habilidades descritas. Entre os atributos que caracterizam um protagonista do processo legislativo, a entidade destaca a capacidade de conduzir debates, negociações, votações, articulações e formulações de ideias.

Entre os 100 parlamentares mais influentes no Congresso, 65 são deputados e 35, senadores.

Colecionador

Em sete anos de mandato, o senador Moka virou um colecionador de prêmios por sua atuação em Brasília. Em 2011, no seu primeiro ano de mandato, o sul-mato-grossense ficou em terceiro lugar entre os 81 senadores, segundo levantamento realizado pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Nos três anos seguintes, ele se manteve entre os dez primeiros.

Em 2015, fez parte pela primeira vez da lista dos “Cabeças” do Congresso, elaborado pelo Diap, desempenho que se manteve nos três anos seguintes (2016, 2017 e 2018).

Em 2016, na estreia de um estudo realizado pela ONG Ranking dos Políticos, Moka foi considerado o terceiro melhor parlamentar do Brasil entre 594 senadores e deputados federais. No mês passado, mais um prêmio. O site Congresso em Foco entregou ao medebista o prêmio  “Destaque em defesa da agricultura brasileira”.