Notícias

Autor da proposta para a sessão no Senado em homenagem à conquista, parlamentar sul-mato-grossense afirmou que a medida vai ampliar ainda mais o mercado externo à carne bovina brasileira.
Apresentado em 2015 pelo senador Moka, projeto de lei prevê duas opções para que os condenados paguem os gastos na prisão: em dinheiro, ou em forma de trabalho.
Senador Moka discursou em nome dos profissionais que receberam o prêmio, afirmando que era a primeira vez que participava de homenagem a médicos e professores feita pelo Executivo
Termo de adesão foi assinado nesta quinta-feira, em Brasília, pelo senador Moka, deputada Tereza Cristina e pelo prefeito da cidade, Hélio Peluffo
Em audiência na noite de terça-feira com o senador Moka, titular da Educação anuncia apoio à criação do curso na região do Bolsão em Mato Grosso do Sul.
Presidente da Subcomissão sobre Doenças Raras do Senado, parlamentar sul-mato-grossense defende mudanças na legislação para permitir diagnóstico mais cedo e o início do tratamento o mais rápido possível.
Proposto pelo senador Moka, projeto atenderá, inicialmente, cerca de 200 produtores da planta, em dez municípios da região de fronteira com o Paraguai.
Novas unidades habitacionais serão erguidas em 18 municipios sul-mato-grossenses, cuja construção foi articulada por senadores, deputados e pelo ministro Marun.
Em reunião com senadores e deputados federais, no gabinete do senador Moka, em Brasília, Marcos Trad pediu apoio para resolver o problema no município.
Senador sul-mato-grossense propôs texto em 2015 e espera que Senado aprove o mais rápido possível para que seja encaminhado à Câmara dos Deputados.
Dentre as principais obras estão a construção de unidades de saúde, drenagem e pavimentação, contenção de enchentes, construção de praças e centros esportivos.
Pelo sétimo ano seguindo, senador Moka é considerado o melhor político do Estado por não responder a processos judiciais, por não faltar a sessões e pela qualidade da sua atuação em plenário.
“Carta de Brasília” prevê envolvimento direto e imediato de Brasil, Argentina, Chile e Paraguai para facilitar a implementação do corredor, cujo trajeto encurtará em cerca de 7.000 km o envio de produtos brasileiros para a Ásia.
Titula da pasta da Saúde, Ricardo Barros esteve na Comissão de Assuntos Sociais do Senado para debater os problemas sobre a falta de medicamentos para tratamento de doenças raras, cuja a subcomissão é presidida pelo senador Moka.
De autoria do deputado Domingos Sávio, projeto prevê a captação de recursos e a concessão de créditos e garantias devem ser restritas aos cerca de 9 milhões de associados brasileiros.