Notícias

Senador defende esforço para que o Brasil encontre o rumo do desenvolvimento para que possam ser gerados empregos suficientes para os 11 milhões de desempregados.
Relator da matéria na Comissão de Assuntos Sociais, senador Moka afirma que novos prazos vão melhorar a transparência das decisões da Anvisa, beneficiando a saúde pública do pais.
Parlamentar fez duro discurso contra a presidente afastada e o PT, destacando a falta de responsabilidade desses governos com o controle dos gastos públicos, que teria levado o país ao fundo do poço.
Senador sul-mato-grossense encaminhou, pelo PMDB, votação do relatório do senador Antonio Anastasia pela a abertura do processo de impedimento da presidente Dilma Rousseff.
Parlamentar sul-mato-grossense afirma que processo deverá ter tramitação semelhante à da Câmara dos Deputados, onde foi aprovado por 367 votos contra 137.
Relator do projeto na Comissão de Assuntos Sociais, o senador Moka argumenta que câncer de mama é o que mais mata mulheres no Brasil, sendo responsável por 15% dos óbitos femininos.
Um dos melhores destinos turísticos do país, município receberá, na próxima semana, tecnologias avançadas em telefonia móvel e fixa, cujo pedido foi feito pelo senador Moka e pelo prefeito Leleco.
Senador sul-mato-grossense afirma que rito do pedido de impedimento da Presidente Dilma foi determinado pelo Supremo Tribunal Federal e que argumentos de que se trata de golpe não têm consistência.
Senador sul-mato-grossense afirma que país está sem rumo, critica posse de Lula como ministro para escapar do juiz Sérgio Moro e convoca Congresso para aprovar impedimento da presidente Dilma.
Durante convenção nacional, peemedebistas do Estado divulgaram documento com três pontos, entre eles o rompimento imediato do partido com a presidente Dilma Roussef e independência no Congresso.
Depois concluída, rota ligando o oceanos Atlântico e Pacífico, que cortará Mato Grosso do Sul, vai economizar 7.500 quilômetros marítimos entre Brasil e mercados asiáticos.
Acordo de compromisso foi firmado pelo ministro interino da Integração Nacional e pelo governador do Estado, na presença de representantes da bancada federal no Congresso.
Obra será erguida na fronteira entre Brasil e Paraguai para compor rota que ligará os oceanos Atlântico ao Pacífico, melhorando o escoamento da produção de países da América do Sul.
Durante audiência com senadores e deputados do Estado, ministro dos Transportes assegura manutenção de investimentos previstos em Mato Grosso do Sul e desfaz boato sobre mudança do traçado bioceânico.
Folclore centenário do Paraguai desembarca na cidade fronteiriça de Porto Murtinho e vira importante manifestação cultural sul-mato-grossense, que vem se firmando entre as tradições locais.